Pensamentos

“Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez, é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, trazendo tudo o que poderia ter sido, e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas ideias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no Outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna. Ou melhor, não me pergunto, contesto.”

, de autor desconhecido

Anúncios

Oficina Multimédia

"Quem foi ao ar, perdeu o seu lugar" - Parte da frente e parte de trás

 Trabalho final em Freehand.

Oficina Multimédia

"Quem foi ao ar, perdeu o seu lugar." - Parte da frente

"Quem foi ao ar, perdeu o seu lugar." - Parte de tras

Estudos em Freehand do trabalho final.

Pensamentos

“De quanto tempo, energia e sofrimento precisamos nos para preencher o vazio, para seguir em frente ou, mais importante ainda, para melhorar as coisas de alguma forma?”

«Sem medo de viver»

, de Dave Pelzer

Oficina Multimedia

"Quem foi ao ar, perdeu o seu lugar." - Parte da frente

"Quem foi ao ar, perdeu o seu lugar." - Parte de tras

Estudos a mao para o trabalho final do proverbio escolhido.

Oficina Multimédia

"Gordura é formusura."

Experiência em Freehand.

Pensamentos

«Por mais pobre, mais dura e mais injusta que a vida tenha sido, todos temos o direito e a oportunidade inquestionável de alcançar a excelência. A determinação de que, se conseguimos aguentar os piores tempos, então devemos acreditar que podemos e devemos muito bem alcançar qualquer coisa.»

“Sem medo de viver”

, de Dave Pelzer

Oficina Multimédia

 
 

"Fala-se no diabo e aparece-lhe o rabo."

Estudo em Freehand.

 

Oficina Multimédia

1.ª Experiência em Freehand - desenho vectorial

Pensamentos

“Transcendermo-nos a nós mesmos e ir mais além das nossas próprias fronteiras é o que torna a vida mais entusiasmante. Nunca sabemos o que vai acontecer a seguir.”

«Sem medo de viver»

,de Dave Pelzer